Menu

Tragédia- Policial Militar é assassinado por elementos que brigaram em evento

4 minutos de leitura

Uma fatalidade ocorrida em um evento, tirou a vida do policial militar Marcos Burzanello, o qual assistia a um show no local, quando um grupo iniciou uma briga no interior banheiro do estabelecimento comercial conhecido como Lux Lounge na madrugada deste sábado, (03/12) em Tangará. Eles foram convidados a se retirar do local pelo segurança da casa, mas a confusão continuou e os autores partiram para cima do segurança.

Segundo informações coletadas no relato dos policiais que atenderam a ocorrência, durante a confusão, o militar foi identificado pelos meliantes como policial, após ele ter tentado acalmar os ânimos do grupo que agredia um segurança do estabelecimento em que aconteceu um show. O policial militar que estava de folga, com vistas a salvaguarda a integridade do segurança, interviu, tentando acalmar os ânimos e separar os envolvidos que estavam brigando. Foi quando o militar passou a ser atacado também e, ainda no interior do estabelecimento, os envolvidos na briga e que atacaram o segurança, perceberam que o policial Marcos estava armado e tentaram tomar sua arma.

Para se defender, o policial efetuou dois disparos. Os agentes correram para o outro lado da rua e um dos agentes, posteriormente identificado, gritou para outros que estavam na calçada ” é um polícia, aqui é Tangará”, incitando, dessa forma, os demais a agredirem o policial e o segurança.

Imagens de câmeras de vigilância do local mostram o suspeito agredindo Marcos.

Também foi possível perceber, por meio das imagens, que outros três suspeitos agrediram o policial e um deles tentou subtrair a arma de fogo do policial, recebendo auxílio de seus comparsas e de uma mulher, esposa de um dos agressores.

Em dado momento, o policial cai e um dos agressores já identificado aparece em posse da arma do policial. Neste momento, um terceiro conseguiu desarmar o autor. Posteriormente, este entregou a arma do policial à guarnição que atendeu a ocorrência.

Caído no chão, o policial continuou sendo agredido pelo grupo e por outras pessoas não identificadas.

Ainda no local, foi constatado que o disparo atingiu a perna esquerda do policial Marcos, na altura da coxa, gerando grande perda de sangue. Ele foi encaminhado ao Hospital de Tangará e, devido à gravidade da lesão, foi removido para o Hospital Universitário HUST, em Joaçaba, onde entrou em óbito nesta manhã.

Com muito trabalho, os policiais militares conseguiram identificar o grupo que com muita covardia, haviam agredido o policial e todos acabaram presos.

Segundo os policiais, na residência de um dos acusados, os policiais encontraram as roupas, ainda sujas de sangue.

Policiais Civis e da Policia Cientifica, também foram deslocados para atender a ocorrência e realizar os procedimentos.

Com a noticia do óbito, familiares, amigos e policiais militares, estão chocados e consternados com a perda da vida do Policial Militar que sempre agia dentro da lei, com respeito e consideração por todos os seres humanos.

Mais lidas na semana