Menu

Motorista embriagado que tirou a vida de seis pessoas na SC 301 em São Bento do Sul é condenado

[rt_reading_time label="" postfix="minutos de leitura" postfix_singular="minuto de leitura"]

O Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC) (26/9) obteve na sexta-feira (14/10), em sessão plenária do Tribunal do Júri da Comarca de São Bento do Sul, a condenação de Milton Zanghellini Ruckl, por homicídio simples e uma tentativa de homicídio, por ter provocado a morte de seis pessoas e lesionar gravemente outra vítima, em um acidente de trânsito no dia 6 de setembro de 2014. Ele foi sentenciado a 23 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado.

O réu dirigiu seu veículo BMW alcoolizado e em alta velocidade e invadiu a pista contrária e bateu contra dois veículos, por volta das 22h, na rodovia SC-301, no trecho conhecido como 27 curvas, que liga as cidades de São Bento do Sul e Rio Negrinho.

Após o choque, Milton foi levado ao hospital para atendimento médico. Ao chegar na unidade hospitalar, ele saiu da ambulância onde aguardava atendimento e fugiu do local.

O Promotor de Justiça Thiago Alceu Nart, da 3ª PJ da Comarca de São Bento do Sul ressaltou que diante das circunstâncias do caso, em especial da altíssima velocidade e da ingestão de bebida alcoólica, restou claro que o réu assumiu o risco de causar a morte das vítimas.

O Conselho de Sentença acatou a tese do MPSC e condenou réu por homicídio simples. Da decisão cabe recurso e foi concedido ao acusado o direito de recorrer em liberdade.

Representaram o MPSC na sessão plenária do Júri os Promotores de Justiça Bianca Andrighetti Coelho e Thiago Alceu Nart.

Familiares no julgamento 

Familiares das vítimas acompanharam o julgamento e realizaram um protesto silencioso. Eles estavam trajando camisetas com imagens das pessoas que perderam a vida em 2014. Andreia Aparecida dos Santos, tia da pequena Maria Eduarda, que tinha um ano na época dos fatos, comentou sobre a sentença. “É muito triste o que estamos vivendo e isso não vai trazer eles de volta. Queríamos sim a justiça, mas também queríamos, principalmente, que isso não aconteça com mais ninguém. Não desejo que sintam e vivam com a dor que sentimos todos os dias com a perda de nossos familiares”, disse.

Relembre o caso 

Conforme consta na denúncia do MPSC, Milton havia ingerido bebida alcoólica e conduziu seu carro desde o centro de São Bento do Sul até a rodovia SC 301. Na estrada dirigiu em velocidade muito superior à permitida na via, que é de 60 km/h. Ao chegar no Km 3,700, ultrapassou de forma perigosa o automóvel GM/Agile em local proibido. Passou por cima da sinalização de trânsito conhecida como “tartaruga”, invadiu a pista contrária, colidiu na lateral do veículo VW/Gol e de frente com o automóvel GM/Kadett Ipanema.

Com a batida causou a morte de Nelson do Nascimento, Wagner Felipe dos Santos, Roselindo Fragoso, Ilair dos Santos, Adriane Linzmeyer e Maria Eduarda Linzmeyer. Ainda no acidente outras seis vítimas ficaram feridas. Uma das vítimas que estava na Ipanema, Wanderlei Fernandes de Souza não veio a óbito no local, pois foi retirado das ferragens do carro e recebeu atendimento médico rapidamente.

 

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC ¿ Correspondente Regional em Joinville

Mais lidas na semana