Menu

Homem é condenado a 18 anos de reclusão por matar mulher com espeto em confraternização de réveillon em Videira

[rt_reading_time label="" postfix="minutos de leitura" postfix_singular="minuto de leitura"]
O crime aconteceu no dia 31 de dezembro de 2021. O réu cometeu o homicídio porque não gostou de brincadeiras a respeito do preço da carne. Os quatro filhos da vítima assistiram à cena.

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação de um homem que matou a cunhada com um espeto de churrasco durante uma confraternização familiar de final de ano. O Conselho de Sentença reconheceu o homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, e o Juízo fixou a pena em 18 anos e oito meses de reclusão em regime inicial fechado.

O crime aconteceu no dia 31 de dezembro de 2021. Naquela noite o réu Valdinei de Andrade de Almeida recebeu familiares para a ceia de réveillon, mas não gostou de alguns comentários a respeito do preço da carne comprada para o churrasco. Segundo depoimentos, ele disse que mataria alguém. Iniciou-se uma discussão, e o réu atacou a cunhada do irmão com um espeto, perfurando seu pulmão e causando sua morte.

O homicídio foi praticado na frente dos quatro filhos da vítima, com idade entre um e dez anos. Valdinei tentou fugir, mas foi detido pelos familiares. A Polícia foi chamada, ele foi preso em flagrante, teve a prisão preventiva decretada durante a audiência de custódia, foi julgado, e passará os próximos anos na cadeia.

O Promotor de Justiça Lucas Broering Correa atuou na sessão do Júri. “Algumas brincadeiras simples, comuns no convívio familiar, levaram esse homem a cometer um crime brutal em um momento de confraternização, quando todos esperavam a chegada do ano novo. Ele merece ser condenado, para darmos uma resposta a família e a toda a sociedade”, disse o Promotor de Justiça.

 

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social MPSC

Mais lidas na semana