Topo Destaque

Policia Civil elucida crime que vitimou pai e filho em Caçador

Policia Civil elucida crime que vitimou pai e filho em Caçador

A Polícia Civil concluiu inquérito sobre o assassinato de pai e filho ocorrido no dia 27 de janeiro no bairro Bello, em Caçador e prendeu nesta quarta-feira, 18, dois acusados do crime. O duplo homicídio foi na casa das vítimas: Eugênio Fernandez, de 47 anos, e Gabriel Fernandez, de 18 anos. Eles eram conhecidos como Paulista Tatuador e Paulistinha.

Os suspeitos de terem cometido o crime foram detidos nesta quarta-feira, 18. Um rapaz de 23 anos e um adolescente de 17 anos. Na data do crime, o maior de idade cumpria pena em regime semiaberto no Presídio Regional de Caçador. Ele saiu para trabalhar e cometeu o crime juntamente com o adolescente.

O homem foi conduzido ao Presídio Regional de Caçador. Já o adolescente foi encaminhado para internação com os procedimentos cabíveis.

Segundo o delegado que coordenou a investigação, Davi Matos Pinheiro, o crime foi motivado pela rivalidade entre duas facções criminosas que atuam no estado de Santa Catarina.

Desdobramento

Durante a investigação, a Polícia Civil também deu cumprimento a outros dois mandados de prisão em desfavor dos autores de um roubo na Linha Cachoeirinha, interior de Caçador.  Um dos autores é o mesmo homem de 23 anos indiciado pelo assassinato do pai e do filho. Ele teria cometido o crime três dias após o assassinato.

O crime

A polícia foi acionada no início da noite do dia 27 de janeiro após vizinhos ouvirem tiros em uma casa na rua Curitiba, no bairro Bello. Eugênio Fernandez, de 47 anos, estava morto em um dos quartos da casa, segundo a Polícia Militar.

Já o filho dele, Igor Gabriel Fernandez, de 18 anos, foi socorrido pelo Samu ainda com vida na escada do imóvel, com um tiro nas costas e outro no peito, mas morreu a caminho do Hospital Maicé.

Duas crianças da família estavam na casa e presenciaram o crime, de acordo com o delegado. Testemunhas disseram à polícia que os autores estavam em um Gol. Dos três suspeitos, dois teriam entrado na casa e efetuado os tiros.  Ninguém foi preso.

O pai era conhecido como Paulista Tatuador e o filho de Paulistinha.

Informações: Policia Civil

Escreva seu comentário

Related posts