Topo Destaque

Videira agora está no Programa mais Médicos do Governo Federal

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Videira aderiu esta semana a 4ª Etapa do Programa Mais Médicos do Governo Federal e deverá trazer três médicos para reforçar o atendimento da Atenção Básica no município. A previsão é que os profissionais já iniciem em breve.A secretária de Saúde, Maria Eneida Furlin Dresch explica que os três médicos atuarão em três das seis unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) que o município possui.

Eneida destaca que os novos médicos atuarão exclusivamente nos ESF´s sendo proibida a atuação deles fora desse programa. “São profissionais capacitados que vem suprir uma demanda que não consegue ser atendida pelos médicos que temos hoje. Como não estamos conseguindo contratar médicos de Videira e região, para atender nos postos dos bairros resolvemos aderir a esse Programa que vem sendo desenvolvido em todo Brasil com aprovação de mais de 80%  dos pacientes atendidos”, diz.

A secretária explica ainda que os profissionais serão pagos pelo Ministério da Saúde e o município deverá ser responsável pelas despesas de hospedagem e alimentação. Para isso, um projeto autorizando a contrapartida municipal deverá ser aprovado pela Câmara de Vereadores nos próximos dias.

 

O que é o Programa Mais Médicos

 

O programa “Mais Médicos” foi lançado em 2013 pelo Governo Federal com o objetivo de aumentar o número de médicos atuantes na rede pública de saúde de todo o país. A iniciativa faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) , que prevê investimento em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde não existem profissionais.

 

Hoje, o Brasil possui 1,8 médicos por mil habitantes. Esse índice é menor do que em outros países, como a Argentina (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9) e Espanha (4). Além da carência dos profissionais, o Brasil sofre com uma distribuição desigual de médicos nas regiões – 22 estados possuem número de médicos abaixo da média nacional.

 

 

 

Fonte de Informações: Silvia Palma

Imagens: Ilustrativas/ Arquivo

 

 

 

Escreva seu comentário

Related posts