Topo Destaque
Topo Destaque
Topo Destaque
Topo Destaque

Videira SC- CAMPANHA Ajude o Pietro, “Todos pelos olhos de Pietro”

Videira SC- CAMPANHA Ajude o Pietro, “Todos pelos olhos de Pietro”

Olhe ao seu redor, o que você consegue ver?

Tudo isso que você enxerga é um mistério para o pequeno Pietro.

Ao longo de seus três anos de vida a única coisa que ele viu foi a escuridão.

O menino possui uma síndrome rara que afeta sua visão.

Desde os quatro meses de sua família busca um tratamento para que Pietro possa enxergar.

“O Pietro nasceu prematuro de 8 meses e no Nascimento ele teve uma convulsão atrás da outra, nós quase perdemos ele, ficamos uns 15 dias em Curitibanos no hospital. Quando ele tinha 4 meses nós começamos a perceber que havia algo errado. Saímos com ele no sol mas ele não ligava, naquela luz do sol forte e da claridade ficava com olho bem aberto. Foi aí que a gente agente levou ele consultar o médico e veio a notícia que ele não enxergava por conta da Síndrome de Morsier. Nós levamos ele para Florianópolis, Curitiba, Joinville. Agora ele está perto de completar 4 anos” comenta Andressa Heemann, mãe de Pietro.

Após uma longa jornada em busca de um tratamento para Pietro, a resposta finalmente apareceu. Foi através de um programa de TV que Andressa viu ascende r a e de que seu filho pudesse ver.

“Faz mais ou menos uns 20 dias que a gente descobriu que tem tratamento. Eu assisti uma reportagem na TV de uma menininha de São Paulo, o nome dela é Giovana. Depois disso eu fui através dela,fui pesquisando e consegui o contato com a avó da Giovana. Ela me passou os dados do hospital que faz esse tratamento e eu consegui conversar com o pessoal lá” lembra Andressa.A corrida da família, além da busca por recursos para o tratamento agora é contra o tempo. Andressa explica que o problema de Pietro pode se agravar com o tempo

” O tratamento é feito com células-tronco. Serão várias terapias, em torno de 40 dias lá na clínica e através disso a visão dele vai se desenvolver, porque ele não enxerga nada, ele não é na criança cega mas essa síndrome é um problema no nervo do olho, sem esse tratamento o nervo pode secar a qualquer momento e o Pietro pode ficar uma criança cega” destaca Andressa emocionada.

O tratamento é feito na Tailândia e tem o custo de aproximadamente 33 mil dólares (algo em torno de R$ 140 mil), sem contar os custos com a viagem…..

O Jornal Folha e o Portal Espião Noticias, estiveram visitando a família… Acompanhe um trecho da conversa com os pais do pequeno Pietro.

Escreva seu comentário

Related posts